MOVIMENTOS ANTI-SISTÊMICOS NA AMÊRICA LATINA: VENEZUELA E SUA âEURoeFUNÇÃO PIEMONTESAâEUR

Autores

  • Charles Pennaforte Diretor do CENEGRI e editor da revista Intellector.
  • Ricardo Luigi Vice-Diretor CENEGRI e co-editor da revista Intellector.

Resumo

Apesar de o conceito de movimentos anti-sistêmicos englobar uma sêrie manifestações antihegemônicas, objetivamos neste artigo nos atermos aos acontecimentos ocorrentes na Amêrica Latina, desde a reunião internacional promovida pelos âEURoezapatistasâEUR no Mêxico em 1996, atê as atuais posturas tomadas pelo Governo Chávez, assumindo a âEURoefunção piemontesaâEUR de que falava Gramsci, um Estado liderando o movimento que, em tese, haveria de ser tomado por grupos sociais.

Downloads

Como Citar

Pennaforte, C., & Luigi, R. (2016). MOVIMENTOS ANTI-SISTÊMICOS NA AMÊRICA LATINA: VENEZUELA E SUA âEURoeFUNÇÃO PIEMONTESAâEUR. Revista Intellector - ISSN 1807-1260 - [CENEGRI], 2(03), 01–07. Recuperado de http://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/article/view/68

Edição

Seção

Artigos/Articles