https://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/issue/feed Revista Intellector - ISSN 1807-1260 - [CENEGRI] 2021-07-08T23:19:19+00:00 Dr. Charles Pennaforte editor@revistaintellector.cenegri.org.br Open Journal Systems <div id="group"> <h4>Revista criada pelo Centro de Estudos em Geopolítica e Relações Internacionais (CENEGRI) em 2004 com o objetivo de fornecer uma visão brasileira e latino-americana da Geopolítica e das Relações Internacionais. </h4> <h4>Editor-Chefe</h4> <div class="member"> <ul> <li><a>Dr. Charles Pennaforte</a>, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)/Centro de Estudos em Geopolítica e Relações Internacionais (CENEGRI), Brasil</li> </ul> </div> <div class="member"> <ul> <li><a>Dr. Marcos Antônio Fávaro Martins</a>, Universidade Paulista (UNIP)/Centro de Estudos em Geopolítica e Relações Internacionais (CENEGRI), Brasil</li> </ul> </div> </div> <div id="group"> <h4>Editores-Assistentes</h4> <div class="member"> <ul> <li><a>Dr. Vitor Stuart Pieri</a>, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)</li> </ul> </div> <div class="member"> <ul> <li><a>Dr. Ricardo Luigi</a>, Universidade Federal Fluminense</li> </ul> </div> </div> https://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/article/view/342 Geopolítica e Soberania Russa: algumas Considerações sobre uma nova Yalta 2021-07-08T18:32:42+00:00 Pável Lavrenthiv Grass pavel.grass@pepi.ie.ufrj.br <p>No contexto político e econômico atual no mundo seria possível de fato uma nova “Yalta”? Buscou-se entender o que representou a conferência dos “três Grandes homens”, na Crimeia, há 75 anos. Também se fez uma análise sobre a geopolítica russa, seus principais vetores, bem como as questões mais relevantes para o governo russo na atualidade, do ponto de vista da manutenção de sua soberania nacional e sua influência geopolítica em seu entorno estratégico. &nbsp;</p> 2021-07-09T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Pável Lavrenthiv Grass https://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/article/view/343 Inovação e prospecção tecnológica em plasma atmosférico frio: da inativação do SARS-CoV-2 e bactérias secundárias na biossegurança às aplicações em defesa 2021-07-08T18:47:32+00:00 Fernanda das Graças Corrêa fernanda.das.gracas@hotmail.com <p>Busca-se por meio deste projeto identificar, analisar e avaliar processos, práticas, bens, serviços, produtos e estratégias de mercado da startup alemã Terraplasma Medical GmbH, referência internacional no desenvolvimento tecnológico e tratamento intensivo de plasma atmosférico frio na Biomedicina com foco, em especial, na inativação de SARS-CoV-2 e bactérias secundárias em culturas celulares, por meio das ferramentas de prospecção tecnológica a fim de aprimorar os processos, práticas, bens, serviços, produtos e estratégias de mercado que estão sendo implementados na USP. Destacam-se também as aplicabilidades militares do plasma atmosférico frio a fim de demonstrar uma das muitas viabilidades comerciais da tecnologia. O principal objetivo esta pesquisa de pós-doutorado é reproduzir os fatores chaves de sucessos da Terraplasma Medical GmbH na criação de uma startup na USP para tratamento intensivo com dispositivo de plasma atmosférico frio semelhante ao Plasma Care da startup alemã.</p> 2021-07-09T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Fernanda das Graças Corrêa https://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/article/view/344 Os Desafios da Cibersegurança Russa: Algumas Considerações 2021-07-08T18:55:17+00:00 Charles Pennaforte charles.pennaforte@ufpel.edu.br Thiago Kazuhira Hayasaka Ramos thiagokazuhira97@gmail.com <p>Nos anos recentes, o ciberespaço consolidou-se como um novo meio de disputa estratégica entre os Estados Nacionais, o qual foi utilizado em conjunto com as formas tradicionais de guerra, incrementando o potencial estratégico do país que o utilizar. A Rússia é considerada um dos países pioneiros na utilização do ciberespaço como instrumento estratégico, visto a atribuição para ela dos casos de ataque cibernético na Estônia, na Geórgia e na Ucrânia. O presente artigo analisa a ambição da Rússia de obter um maior controle sobre suas redes de informação, posicionamento marcado pela publicação da nova Doutrina de Segurança da Informação em 2016 e da assinatura da lei “Internet Soberana” em maio de 2019, que garante a possibilidade de determinar o isolamento da internet russa do resto do mundo.</p> 2021-07-09T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Charles Pennaforte, Thiago Kazuhira Hayasaka Ramos https://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/article/view/349 Editorial 34 2021-07-08T23:19:19+00:00 Marcos Antônio Fávaro Martins marcosfavaro84@gmail.com Charles Pennaforte charles.pennaforte@ufpel.edu.br <p>Editorial 34</p> 2020-12-30T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Marcos Antônio Fávaro Martins, Charles Pennaforte https://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/article/view/347 Movimentos Antissistêmicos e Relações Internacionais. Uma perspectiva teórica para compreender o Sistema-Mundo 2021-07-08T19:19:14+00:00 Ricardo Luigi ricardoluigi@id.uff.br <p><strong>Resenha/Book Review</strong></p> <p>PENNAFORTE, Charles. Movimentos antissistêmicos e Relações Internacionais. Uma perspectiva teórica para compreender o sistema-mundo. Pelotas: EdUFpel, 2020.</p> 2021-07-09T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Ricardo Luigi https://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/article/view/348 Revisitando a criação da Geopolítica Sulamericana 2021-07-08T22:31:59+00:00 Marcos de Lima Gomes mlgmarcos@hotmail.com Elói Martins Senhoras eloisenhoras@gmail.com <p><strong>Resenha/Book Review</strong></p> <p>MARTINS, M. A. F. Construtores da geopolítica sulamericana. Boa Vista: Editora da UFRR, 2018.</p> 2021-07-09T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Marcos de Lima Gomes, Elói Martins Senhoras https://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/article/view/345 O desafio da superação da oposição cidade-campo em um mundo urbanizado: um resgate das ideias de intelectuais dos séculos XIX e XX 2021-07-08T19:03:54+00:00 Marcela do Nascimento Padilha marcelapadilha.uerj@gmail.com <p>A partir da Revolução industrial o mundo viu as cidades crescerem e experimentarem profundas transformações. De cidades a grandes cidades, de grandes a metrópoles, de metrópoles a megacidades e megametrópoles, conurbações gigantescas que desafiam o território em diversas vertentes. Mas as áreas rurais permanecem e não pararam no tempo, passando, também, por incríveis mudanças. A relação cidade-campo passa, então, a ser envolvida por grande complexidade, exigindo dos planejadores e gestores medidas igualmente complexas. Neste sentido, percorremos algumas das ideias de tentativas de superação da oposição cidade-campo dos séculos XIX e XX, algumas tendendo para o urbano, outras para o rural, mas também houve aqueles que pensaram em uma união desses dois tipos de espaço.</p> 2021-07-09T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Marcela do Nascimento Padilha https://revistaintellector.cenegri.org.br/index.php/intellector/article/view/346 Integração das Cidades Gêmeas de São Borja e Santo Tomé na Área da Educação 2021-07-08T19:13:45+00:00 Itamara Martins de Souza arasouza@unipampa.edu.br Carmen Regina Dorneles Nogueira cr.unipampa@hotmail.com <p>A interação entre São Borja e Santo Tomé é uma realidade, contudo, na educação as trocas são em menores escalas. Para permitir tratamento diferenciado aos residentes em cidades gêmeas, foi firmado acordo entre Brasil e Argentina, que traz a possibilidade de cooperação na educação. A recente criação do Comitê de Integração Fronteiriça dos municípios traz nova perspectiva para a efetiva integração regional. Integra este Comitê a Comissão de Educação, Cultura e Universidades, que demonstra expectativas de cooperação. O objetivo desta pesquisa foi apresentar a legislação, as intenções registradas em reuniões do Comitê e as experiências anteriores de cooperação na educação. A pesquisa é exploratória, através de levantamento bibliográfico e documental. Observou-se que as experiências de cooperação na educação são incipientes. Constatou-se que para o Acordo concretizar-se, é necessária a regulamentação de sua implementação. Cabe a novos estudos a análise do progresso dos trabalhos da Comissão de Educação, Cultura e Universidades.</p> 2021-07-09T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2020 Itamara Martins de Souza, Carmen Regina Dorneles Nogueira